#VÍDEO: Bate-papo sobre Adoção

Olá, lindezas!

Após a aparição de Titi, ou Chissomo, criança africana adotada por Bruno Gagliasso e Giovanna Ewbank. Resolvi falar um pouco sobre esse assunto: adoção. A situação no Brasil, minha experiência, opinião sobre a adoção da Titi, enfim. O resultado dessa conversa foi um vídeo que espero muito que vocês gostem e compartilhem com as pessoas.

~Não se esqueçam de se inscrever no canal: youtube.com/c/eduardanegraecrespa

E, claro, não poderia me despedir antes de mostrar a Titi linda e estilosa para quem ainda não a conhece:

Grande beijo,

Duda @negraecrespa

Anúncios

LITERATURA INFANTIL EMPODERADA

Eu estava vagando pelo twitter há um mês atrás. Nesse dia vi um tweet da Taís Araújo falando que tinha recebido o livro “Flávia e o Bolo de Chocolate” da Míriam Leitão (sim, a jornalista de economia!). A legenda da foto falava sobre adoção e igualdade. Meu olho brilhou e fui correndo saber mais sobre o livro. Constatei que era um livro infantil sobre uma menina negra adotada por uma mãe branca e que quando percebeu que era diferente da mãe não gostou nada disso.

Me coloquei um pouco no lugar dela, já que nossa história inicial é a mesma. Sou negra, adotada por brancos. Não há negros na minha família (e olha que a família é grande para os dois lados kkk). Mas a segunda parte da história da Flávia é desigual a minha. Nunca me questionei sobre isso, é até estranho. Não sei se foi minha criação maravilhosa em casa, na escola ou por nem saber direito o que é essa tal diferença e sua importância. Mas nunca me senti estranha dentro da minha família, nem no colégio. Claro que eu tinha noção que minha cor e a dos outros não era igual, mas isso não fazia qualquer alteração na minha vida.

No fim da história, a Flávia (menina do livro) acaba percebendo que a diferença é algo normal e saudável para a sociedade. Adorei! Ainda mais por ser inspirado em uma história real.

Um dos meus objetivos com esse post é: leiam para seus filhos, primos, irmãs, amigas contando histórias de empoderamento! Tenho certeza que eles irão crescer com uma formação psicológica muito melhor, terão mais respeito pelas pessoas e coisas. Consequentemente serão mais felizes, não importa a etnia das crianças. Além do livro da Míriam Leitão, tenho algumas sugestões:

  • Menina Bonita do Laço de Fita, Ana Maria Machado – li na minha infância, exalta a beleza da menina pretinha. Um amor!
  • O cabelo de Lelê, Valéria Belém (sugestão do meu professor de Língua Portuguesa no Ensino Médio 💚) – a Lelê não gosta do seu cabelo, mas depois de descobrir a história por trás dele em um livro sobre a África, começa a amá-lo.
  • Por fim, não é um livro, mas sim um vídeo da Coca-Cola (abaixo). Me senti muito feliz quando assisti. O cabelo da menina é crespo, não cacheado, mas isso podem melhorar no próximo comercial. – Momento dos pais conversarem com a nova filha não biológica sobre suas diferenças físicas. Resumindo: o que vale é o amor.

Propaganda Coca-Cola 2015

Espero que tenham gostado.

Grande beijo,

Duda @negraecrespa