#VÍDEO: Literatura Infantil Empoderada – Dia das Crianças

Olá, lindezas!
O dia das crianças está chegando e eu fiz um vídeo sobre algumas obras literárias infantis
obrigatórias para ler para nossos pequenos (e para nós mesmos!), todos envolvem cultura negra, empoderamento, aprender a viver com diferença ou tem protagonismo negro. Se você quiser presentear alguém nessa data, sugiro que seja um livro. E se for algum que mostrei pra vocês, será sorriso em dobro, da criança e meu!

📕 DICA PARA PAPAIS, AVÓS, IRMÃOS, PRIMOS, TIOS, PADRINHOS…ESCOLAS, ONGs, ETC.

IMG_1895.JPG

Segue o vídeo em que falei de alguns livros e a lista com vários títulos abaixo.

Antes de ver os livros maravilhosos que selecionei, se inscreve no canal (clique aqui!).

📚 Além dos QUATRO que exibi no vídeo (só assistindo para saber 🙂 ), segue a lista:

  1. Pretinho, meu boneco querido – Maria Cristina Furtado
  2. A cor da vida – Semírames Paterno
  3. Todas as cores do negro – Arlene Holanda
  4. O livro das origens – José Arrabal
  5. Bruna e a rainha d’ Angola – Gercilga de Almeida
  6. A história do Rei Galanga – Geranilde Costa e Claudia Sales
  7. Minha mãe é negra sim! – Patrícia Santana
  8. Cada um com seu jeito, cada jeito é de um! – Lucimar Rosa Dias
  9. As cores do mundo de Lúcia – Jorge Fernando Santos
  10. Eu não sou coelho, não! – Valéria Belém
  11. Gabriela, a princesa do Daomé – Marta Rodrigues
  12. O cabelo de Lelê – Valéria Belém
  13. Bucala – A pequena princesa do Quilombo do Cabula – Davi Nunes
  14. Cabelo bom é o quê? – Rodrigo Goecks
  15. O mar de Manu – Cidinha da Silva

Algumas obras vocês encontram em .pdf na internet, outras em livrarias e bibliotecas facilmente.

Essa lista é pequena para tudo que temos, mas o tudo ainda é pouco. Obrigada aos autores incríveis que escrevem obras assim ❤️

Espero que tenham gostado!

Grande beijo,

Duda @negraecrespa

Anúncios

LITERATURA INFANTIL EMPODERADA

Eu estava vagando pelo twitter há um mês atrás. Nesse dia vi um tweet da Taís Araújo falando que tinha recebido o livro “Flávia e o Bolo de Chocolate” da Míriam Leitão (sim, a jornalista de economia!). A legenda da foto falava sobre adoção e igualdade. Meu olho brilhou e fui correndo saber mais sobre o livro. Constatei que era um livro infantil sobre uma menina negra adotada por uma mãe branca e que quando percebeu que era diferente da mãe não gostou nada disso.

Me coloquei um pouco no lugar dela, já que nossa história inicial é a mesma. Sou negra, adotada por brancos. Não há negros na minha família (e olha que a família é grande para os dois lados kkk). Mas a segunda parte da história da Flávia é desigual a minha. Nunca me questionei sobre isso, é até estranho. Não sei se foi minha criação maravilhosa em casa, na escola ou por nem saber direito o que é essa tal diferença e sua importância. Mas nunca me senti estranha dentro da minha família, nem no colégio. Claro que eu tinha noção que minha cor e a dos outros não era igual, mas isso não fazia qualquer alteração na minha vida.

No fim da história, a Flávia (menina do livro) acaba percebendo que a diferença é algo normal e saudável para a sociedade. Adorei! Ainda mais por ser inspirado em uma história real.

Um dos meus objetivos com esse post é: leiam para seus filhos, primos, irmãs, amigas contando histórias de empoderamento! Tenho certeza que eles irão crescer com uma formação psicológica muito melhor, terão mais respeito pelas pessoas e coisas. Consequentemente serão mais felizes, não importa a etnia das crianças. Além do livro da Míriam Leitão, tenho algumas sugestões:

  • Menina Bonita do Laço de Fita, Ana Maria Machado – li na minha infância, exalta a beleza da menina pretinha. Um amor!
  • O cabelo de Lelê, Valéria Belém (sugestão do meu professor de Língua Portuguesa no Ensino Médio 💚) – a Lelê não gosta do seu cabelo, mas depois de descobrir a história por trás dele em um livro sobre a África, começa a amá-lo.
  • Por fim, não é um livro, mas sim um vídeo da Coca-Cola (abaixo). Me senti muito feliz quando assisti. O cabelo da menina é crespo, não cacheado, mas isso podem melhorar no próximo comercial. – Momento dos pais conversarem com a nova filha não biológica sobre suas diferenças físicas. Resumindo: o que vale é o amor.

Propaganda Coca-Cola 2015

Espero que tenham gostado.

Grande beijo,

Duda @negraecrespa