Dia da mulher negra & ‘Brown Skin Girl’

Dia da mulher negra & ‘Brown Skin Girl’

Lindezas,

Hoje é DIA DA MULHER NEGRA no Brasil, desde 2014, a data foi dada como homenagem a Tereza Banguela também (saiba mais sobre esse dia aqui).

A mulher negra historicamente era uma mulher que estava fora do padrão. Que não era bonita, que existia apenas servir os outros. Obviamente isso é passado! Não aceitamos mais ficarmos em segundo plano. Nem sermos desrespeitadas pelo tom de nossa pele ou nosso cabelo afro.

Na última semana, Beyoncé (sim, sempre ela 🖤) lançou um álbum especial e uma das faixas está encantando a todos: Brown Skin Girl, música cantada por ela, Saint Jhn & Wizkid e com participação da filha Blue Ivy Carter. A faixa fala justamente da beleza da menina negra. Um verdadeiro presente para cada uma de nós e para repensarmos no nosso amor próprio e nossas capacidades.

A letra:

Menina negra
Sua pele é como pérolas
A melhor coisa do mundo
Nunca troque você por mais ninguém
Cantando: Menina negra
Sua pele é como pérolas
A melhor coisa do mundo
Eu nunca trocaria você por mais ninguém, cantando

Ela disse que realmente cresceu pobre como eu
Não acredita em nada além do Todo Poderoso
Apenas um jeans e uma camiseta toda branca
Ela nunca quis ser esposa de alguém pra sempre, sim
Então, eu posso não ser um garoto bonito, mas seu coração está errado
Se faz de vilã porque foi pega numa onda
Esta noite eu estou indo embora
Alinhei minha mente na rotina, sim, sim

Esta noite eu posso me apaixonar, dependendo de como você me abraçar
Estou feliz que estou me calmando, não posso deixar ninguém me controlar
Continuo dançando e chamo de amor, ela resiste, mas se apaixona aos poucos
Se alguma vez você estiver em dúvida, lembre-se do que mamãe me disse

Menina negra, sua pele é como pérolas
Com suas costas contra o mundo
Eu nunca trocaria você por mais ninguém, diga
Menina negra, sua pele é como pérolas
A melhor coisa do mundo todo
Eu nunca trocaria você por mais ninguém, diga

Pose como um troféu quando as Naomis entram
Ela precisa de um Oscar por essa pele bem escura
Bonita como a Lupita quando as câmeras dão um close
A beleza quebra o dique quando minhas Kellys chegam
Eu acho que esta noite ela vai trançar suas tranças
A melanina é muito escura pra alguém conseguir escondê-la
Ela cuida da própria vida e mexe a cintura
Ouro tipo 24 quilates, tá bem?

Oh, você se olhou no espelho ultimamente?
Queria que você pudesse trocar de olhos comigo (porque)
Há complexidades na tez
Mas sua pele brilha como diamantes
Se me escavar como a terra, você dará à luz
Pegue tudo na vida, querida, saiba seu valor
Eu amo tudo em você, de seus cachos crespos
A cada uma de suas curvas, seu corpo natural
A mesma pele que foi quebrada é a que chegou chegando
A maioria das coisas fora de foco, visão
Mas quando você está na sala, eles notam você
Porque você é linda
Sim, você é linda

Os homens vão se apaixonar por você e toda a sua glória
Sua pele não é apenas escura, ela brilha e conta sua história
Continue dançando, eles não podem te controlar, eles assistem, todos eles te adoram
Se alguma vez você estiver em dúvida, lembre-se do que mamãe disse a você

A letra inspirou tanto e o ritmo é tão gostoso (essa faixa é as outras são inspiradas na cultura musical africana) que facilmente virou #BrownSkinGirlChallenge nas redes sociais e temos coisas lindas como essa:

Que seja assim pra mais, ?

Grande beijo,

Duda Buchmann

Anúncios

Dia do Rock: Elvis? Não! Uma das cabeças do Rock N’Roll foi uma mulher negra

Dia do Rock: Elvis? Não! Uma das cabeças do Rock N’Roll foi uma mulher negra

HOJE É DIA DE ROCK, BEBÊ!

 meryl streep ms ricki and the flash rick springfield rip me GIF

13 de julho é o dia do rock no mundo todo e para celebrar o dia de um grande estilo de música (e de vida!) eu resolvi mostrar uma curiosidade sobre sua origem que talvez você desconheça.

Grande parte dos gêneros musicais tem raízes na África ou de seus descendentes e o Rock está entre eles. O mundo todo vendeu o Elvis Presley como pioneiro do rock (ele é maravilhoso, merece muitos créditos por propagar o rock para o planeta inteiro), mas ele não foi o criador do estilo. Uma das iniciantes (digo assim, pois é impossível saber quem foi mesmo) foi a Sister Rosetta Tharpe, inspiração de Chucky Berry, Etta James e Johnny Cash, por exemplo, e considerada essência do rock por Bob Dylan.

 

Resultado de imagem para ROSETTA ROCK

Rosetta já mostrava o poder de uma guitarra nos anos 30 e se tornou bem popular dentro da música americana, isso tudo bem antes da década de 50, quando Elvis surgiu.

Ela nasceu em 1915 em Arkansas e através de sua mãe, pastora evangélica, Rosetta fez sua primeira atuação no estilo Gospel, já tocando guitarra, aos 4 anos. Foi morar em Chicago e com a influência da cidade, em uma época que o Jazz e o Blues estavam “bombando”, ela misturava seu Gospel com outros ritmos, tudo na guitarra, o que fez ela se tornar conhecida por lá. Aos poucos ela foi conquistando seu espaço e se tornou uma estrela.

Em um momento de alta segregação social, Rosetta quebrava barreiras e todos gostavam de ouvi-la.

Ela faleceu em 1973. Em 2008, o governador Edward Rendell declara o dia 11 de Janeiro o dia da Sister Rosetta Tharpe, no estado da Pensilvânia. No seu discurso destacou a lendária cantora, a pioneira que levou o Gospel para a cena mainstream.

Aproveite e curta o som da Rosetta Tharpe:

 

Grande beijo,

Duda Buchmann

“Invasão” negra e feminina no Grammy 2019

“Invasão” negra e feminina no Grammy 2019

É, quase não deu pra sentir falta das rainhas Rihanna e Beyoncé nesse Grammy depois de tantas performances incríveis e prêmios maravilhosos.

Desde as nomeações, já víamos que a hegemonia masculina e branca não era predominante, como na categoria Videoclipe do Ano, por exemplo, em que todos eram negros e metade de mulheres.

Me surpreendi positivamente com a força feminina presente na premiação toda, muito por causa da anfitriã e vencedora de 15 Grammys, Alicia Keys, escolhida a dedo para passar toda a energia radiante dela e de suas “manas”, modo de fazer referência a todas as colegas artistas presentes ❤ Alicia toda doce, positiva e exalando talento não só apresentou a premiação, como foi responsável por revelar os dois grandes vencedores da noite (Gravação do Ano e Álbum do ano) e ainda fez uma das performances mais impecáveis, tocando DOIS pianos e com um medley de músicas que ela gostaria de ter escrito.

Mas a noite iniciou com 5 mulheres poderosíssimas no palco, além de Alicia, estava Michele Obama, Lady Gaga, Jennifer Lopez e Jada Smith para falar da música em suas vidas e como essa relação as fazem melhor.

O grande vencedor foi Gambino com a música This is America, que fala de violência policial e racismo em um momento tão delicado nos Estados Unidos (saiba curiosidades sobre o clipe aqui). A canção ganhou Gravação do Ano, Melhor Clipe, Melhor Música e Melhor Colaboração de Rap.

A noite teve diversas apresentações, entre elas de Camila Cabello; de Miley Cyrus; da Lady Gaga, uma homenagem à Dolly Parton com Miley Cyrus, Katy Perry, Kacey Musgraves, Linda Perry e Big Little Town; de Janelle Monaé; de H.E.R; de Diana Ross, um tributo com vozes poderosíssimas de Andra Day, Yolanda Adams e Fantasia à Aretha Franklin; solo da Kacey Musgraves; de Cardi B; da Jennifer Lopez em uma homenagem a Motown; de Dua Lipa e St. Vincent; da dupla Chloe e Halle.

Dentre os vencedores, além de Gambino, temos The Carters (Bey e Jay-Z), Lady Gaga, Dua Lipa, Kacey Musgraves, Drake, Cardi B, H.E.R, Ariana Grande e a trilha sonora de Pantera Negra.

WOMAN & BLACK POWER senhoras e senhores!

#VÍDEO: Minhas músicas do momento

Olá, lindezas!

Hoje resolvi abrir meu coração pra vocês e mostrar algumas das músicas que mais tenho escutado ultimamente 🎼

Tem Beyoncé, Rihanna, Legião Urbana, Roberta Campos, etc.

Espero que curtam e que sejamos almas gêmeas musicais 🎧 ❤️ rs

IMG_2362.JPG

Grande beijo,

Duda @negraecrespa

Não vamos abaixar a cabeça

“É mais do que fazer barulho…”

5 de dezembro, mais um dia no calendário, dia em que acordei com um clipe que define a situação do negro no Brasil e no mundo. Resultado de imagemClipe da música Mandume¹ do Emicida (confesso que ainda não tinha escutado a música que está em seu último CD: Sobre crianças, quadris, pesadelos e lições de casa, que inclusive eu tenho, mas perdemos o costume de ouvi-los, né?Enfim, escutarei na íntegra AGORA MESMO!).

A música e o clipe são verdadeiros socos no estômago dos privilegiados e uma profunda reflexão aos negros sobre nossa existência, nosso papel na sociedade e do que não podemos mais ser. A letra fala por si e por isso ela está na íntegra aqui:

“Eles querem que alguém
Que vem de onde nóiz vem
Seja mais humilde, baixa a cabeça
Nunca revide, finge que esqueceu a coisa toda
Eu quero é que eles se… !
Eles querem que alguém
Que vem de onde nóiz vem
Seja mais humilde, baixa a cabeça
Nunca revide, finge que esqueceu a coisa toda
Eu quero é que eles se… !

(Nunca deu nada pra nóiz, caralho!)
(Nunca lembrou de nóiz, caralho!)

Sou Tempestade, mas entrei na mente tipo Jean Grey
Xinguei, quem diz que mina não pode ser sensei?
Jinguei, sim sei, desde a Santa Cruz, playboys
Deixei em choque, tipo Racionais, “Hey Boy!”
Tanta ofensa, luta intensa nega a minha presença
Chega! Sou voz das nega que integra resistência
Truta rima a conduta, surta, escuta, vai vendo
Tempo das mulher fruta, eu vim menina veneno
Sistema é faia, gasta, arrasta Cláudia que não raia
Basta de Globeleza, firmeza? Mó faia!
Rima pesada basta, eu falo memo, igual Tim Maia
Devasta esses otário, tipo calendário Maia
Feminismo das preta bate forte, mó treta
Tanto que hoje cês vão sair com medo de bu*
Drik Barbosa, não se esqueça
Se os outros é de tirar o chapéu, nóiz é de arrancar cabeça

Mas mano, sem identidade somos objeto da História
Que endeusa “herói” e forja, esconde os retos na História
Apropriação a eras, desses tá na repleto na História
Mas nem por isso que eu defeco na escória
Pensa que eu num vi?
Eu senti a herança de Sundi
Ata, não morro incomum e
Pra variar, herdeiro de Zumbi
Segura o boom, fi
é um e dois e três e quatro, não importa, já que querem eu cego eu “Tô pra ver um daqui sucumbir! ” (não!)
Pela honra vinha Man
Dume: Tira a mão da minha mãe!
Farejam medo? Vão ter que ter mais faro
Esse é o valor dos reais, “caros”
Ao chamado do alimamo: Nkosi Sikelel’, mano!
Só sente quem teve banzo
(Entendeu?) Eu não consigo ser mais claro!
Olha pra onde os do gueto vão
Pela dedução de quem quer redução
Respeito, não vão ter por mim?
Protagonista, ele preto sim
Pelo gueto vim, mostrar o que difere
Não é a genital ou o “macaco! ” que fere
É igual me jogar aos lobos
Eu saio de lá vendendo colar de dente e casaco de pele

Meme de negro é: me inspira a querer ter um rifle
Meme de branco é: não trarão de volta yan, Gamba e Ringue

Arranca meu dente no alicate
Mas não vou ser mascote de quem azeda marmita
Sou fogo no seu chicote
Enquanto a pessoa for morte pra manter a ideia viva
Domado eu não vivo, não quero seu crime
Ver minha mãe jogar rosas
Sou cravo, vivido entre espinhos treinados
Com as pragas da horta
Pior que eu já morri tantas antes de você
Me encher de bala não marca, nossa alma sorri
Briga é resistir nesse campo de fardas

(Cêloko Cachoeira!)

Banha meu símbolo, gora meu manto que eu vou subir como rei
Cês vive da minha cicatriz, eu tô pra ver sangrar o que eu sangrei
Com a mente a milhão, livre como Kunta Kinte, eu vou ser o que eu quiser
Tá pra nascer playboy pra entender o que foi ter as corrente no pé
Falsos quanto Kleber Aran, os vazio abraça
La Revolução tucana, hip-hop reaça
Doce na boca, lança perfume na mão, manda o mundo se foder
São os nóia da Faria Lima, jão, é a Cracolândia Blasé
Jesus de polo listrada, no corre, corte degradê
Descola o poster do 2pac, que cês nunca vão ser
Original favela, Golden Era, rua no mic
Hoje os boy paga de ‘drão, ontem nóiz tomava seus Nike
Os vira lata de vila, e os pitbull de portão
Muzzike, filho de faxineira, eu passo o rodo nesses cuzão
Ando com a morte no bolso, espinhos no meu coração
As hiena tão rindo de quê, se o rei da savana é o leão?

Canta pra saldar, negô, seu rei chegou
Sim, Alaafin, vim de Oyó, Xangô
Daqui de Mali pra Cuando, De Orubá ao banco
Não temos papa, nem na língua ou em escrita sagrada
Não, não na minha gestão, chapa
Abaixa sua lança-faca, espingarda faiada
Meia volta na Barja, Europa se prostra
Sem ideia torta no rap, eu vou na frente da tropa
Sem eucaristia no meu cântico
Me vêem na Bahia em pé, dão ré no Atlântico
Tentar nos derrubar é secular
Hoje chegam pelas avenidas, mas já vieram pelo mar
Oya, todos temos a bússola de um bom lugar
Uns apontam pra Lisboa, eu busco Omonguá
Se a mente daqui pra frente é inimiga
O coração diz que não está errado, então siga!

Dores em Loop-cínio, os (?), quê?
Ao ver o Simonal que cês não vai foder
Grande tipo Ron Mueck, morô muleque? Zé do Caroço
Quer photoshop melhor que dinheiro no bolso?
Vendo os rap vender igual Coca, fato, não, não
Melhor, entre nóiz não tem cabeça de rato
É Brasil, exterior, capital interior
Vai ver nóiz gargalhando com o peito cheio de rancor
Como prever que freestyles, vários necessários
Vão me dar a coleção de Miley Cyrus
Misturei Marley, Cairo, Harley, Pairo, firmeza
Tipo Mario, entrei pelo cano mas levei as princesa
Várias diss, não sou santo, imã de inveja é banto
Fui na Xuxa pra ver o que fazer se alguém menor te escreve tanto
Tô pelo adianto e as favela entendeu
Considere, se a miséria é foda, chapa, imagina eu
Scorsese, minha tese não teme, não deve, tão breve
Vitória do gueto, luz pra quem serve?
Na trama conhece os louro da fama
Ok, agora olha os preto, chama!”

1: Mandume: Refere-se a Mandume Ya Ndemufayo, último rei de Cuanhamas povo do sul da Angola. Que resistiu à ocupação alemã e preferiu se suicidar a se render.

Eu realmente gostaria de escrever algo mais profundo sobre tudo que estou sentindo, talvez eu consiga, mas não agora. Por enquanto basta uma reflexão severa do que toda essa letra nos passa.

Duda @negraecrespa

#PERSONALIDADE: Beyoncé

Olá, lindezas!

Nesse 4 de setembro eu não poderia deixar de falar da minha diva maior, a linda, guerreira, feminista, atriz, cantora, produtora, diretora, compositora, dançarina, empresária e ícone mundial: Beyoncé Giselle Knowles-Carter, ou simplesmente, Beyoncé. No dia de hoje ela está completando 35 anos.

DICA: Dá para curtir esse post ouvindo a minha música favorita do último álbum que o clipe foi lançado hoje no Youtube.

 

Falar sobre a Beyoncé cantora seria “chover no molhado”, porque acho que dessa parte todo mundo já sabe bastante, afinal ela é a artista feminina com maior destaque nos últimos anos no mundo inteiro, sua turnê rende horrores e ela influencia muitas pessoas de tudo quanto é jeito. Para isso, procurei informações além daquelas principais que aparecem nos holofotes para trazer à vocês e termos mais motivos para admirar essa mulher incrível!

IMG_20160904_094803

Ela nasceu no Texas e hoje completa 35 aninhos 🎈🎈🎈 E aí vão algumas curiosidades da diva:

  • Michelle Obama a considera um exemplo para suas filhas.
  • Sua primeira conquista no mundo da música foi a vitória em um concurso musical cantando Imagine do John Lennon 😍
  • O pai de Beyoncé era tipo o Francisco do Zezé e Luciano (tá, comparação estranha, mas), ele fazia de tudo para que Beyoncé e as colegas do Destiny’s Child mandassem bem na cantoria, como por exemplo, correr alguns quilômetros enquanto cantavam.
  • Ela sofreu bullying na escola por conta das orelhas grandes (sim, dá pra acreditar? 😱).
  • Uma de suas maiores experiências foi quando visitou a Capela Sistina e viu as obras de Michelangelo.
  • Um de seus sonhos é caminhar na Times Square anônima (é, talvez não nessa vida…).
  • É a mulher com mais nomeações na história do Grammy e a primeira a ganhar seis dele em uma só noite.
  • Ela gostava de jogar “Paciência” no computador! Quem nunca????
  • Ela produziu e compôs (com parcerias) todas as músicas de Lemonade. Esse é seu álbum mais recente, inspirador e “destruidor”. A marca registrada do álbum é a força negra, tratando de assuntos como preconceito e racismo fortemente.

E tem muito mais, mas a maioria das coisas já sabemos, não é?

FELIZ QUEEN BEE DAY! 👑 🐝

giphy.gif

Gostaram? Ela é maravilhosa mesmo, não?

Grande beijo,

Duda @negraecrespa

#VÍDEO – DOIS TIPOS DE TURBANTE INSPIRADOS EM ALICIA KEYS

Olá, gente linda!

Tem vídeo quentinho no canal Negra e Crespa do Youtube!

Nele ensinei essas duas amarrações de turbante que estão nas fotos abaixo, elas aparecem no clipe e na divulgação da música nova da Alicia Keys, In Common (para conferir esse som, o vídeo está no final desse post).

Para conferir, basta assistir o vídeo abaixo:

Não esqueça de se inscrever no canal! Terá vídeo toda semana de diversos temas!

Para se inscrever, clique aqui.

Para conferir o primeiro vídeo ensinando a fazer o enteado AfroPuff Lateral (precisará dele para o turbante!), clique aqui.

In Common – Alicia Keys:

 

Grande beijo,

Duda @negraecrespa

#POSTMUSICAL 1

Oi, lindezas!

Quero dividir uma paixão com vocês: MÚSICA.

Que é boa em qualquer momento! Seja pra dançar, pra relaxar, pra cantar ou apenas para ouvir. Li um artigo que quando você ouve algo que você gosta sua saúde melhora, verdade ou não, acredito muito nisso! Por isso fiz uma seleção de música com hits (ou não hits kkk) de várias décadas. E acho que vocês vão curtir muito também.

Eu cansei de playlists que eu tenho que passar a metade das músicas porque não curto muito, então fiz uma seleção própria de rap, pop, rock, R&B, hip hop, reggae, MPB e por aí vai.. para me divertir e decidi compartilhar com vocês.

song.jpg

Para conhecer a seleção de músicas, basta clicar e seguir a playlist Melhores #negrasecrespas no Spotify. Caso não encontre, meu usuário é Eduarda Goulart Buchmann. Ou ainda, pode ir direto pra ela acessando esse link: Playlist Spotify: Melhores #negrasecrespas

Coloca aí pra tocar, pode fazer aquele show no chuveiro, limpar a casa, queimar umas calorias dançando, deitar e pensar na vida, seja o que for…

Algumas músicas que estão por lá:

Beyoncé • Love On Top

Drake • Hotline Bling

Flora Matos • Pretin

Emicida • Ubunti Fristaili

Rihanna ft. Drake • Work

Bob Marley • Three Little Birds

Ivete Sangalo e Maria Bethânia • Muito Obrigado, Axé

Karol Conká • Boa Noite

 

E muito muito mais…

Se sentirem falta de alguma música ou quiserem me indicar um som para ouvir, eu vou amar!

Música é sempre sempre bem vinda!  ♬

seus-cabelos-23-10-2015-iStock-meu-crespo

Grande beijo,

Duda @negraecrespa

 

 

” MILIONÁRIO DO SONHO” E A LIBERDADE DE SER O QUE SE É

“Tendo um cabelo tão bom, cheio de cacho em movimento, cheio de armação, emaranhado, crespura e bom comportamento, grito bem alto, sim! Qual foi o idiota que concluiu que meu cabelo é ruim? Qual foi o otário equivocado que decidiu estar errado o meu cabelo enrolado? Ruim pra quê? Ruim pra quem?
Infeliz do povo que não sabe de onde vem
Pequeno é o povo que não se ama, o povo que tem na grandeza da mistura o preto, o índio, o branco, a farra das culturas
Pobre do povo que, sem estrutura, acaba crendo na loucura de ter que ser outro para ser alguém”

Trecho de Milionário do Sonho – Elisa Lucinda (MARAVILHOSA!)

Recitado pela autora e Emicida no álbum: O Glorioso Retorno de Quem Nunca Esteve Aqui, Emicida (2013)

Para começo de conversa: isso não se trata de cabelo apenas, isso é sobre a liberdade de ser quem se é e de aceitar a diversidade a sua volta. O que importa é ser do bem e nada mais. O Brasil é mistura, o Mundo é mistura. Ninguém aguenta mais a ditadura da perfeição, o preconceito velado chega! Quem ainda não entendeu, má notícia: deve se acostumar. E o movimento dos “oprimidos” está e vai continuar crescendo. Porque eles (nós!) já entenderam que têm voz. Eu ainda acho estranho ter que falar disso. Estamos em 2015, POXA! É difícil pensar que as pessoas gostam de ver que tá tudo igual, todo mundo com a mesma cabeça, com o mesmo físico, com as mesmas palavras. A diferença é tão linda!

Meu primeiro desejo com a página no instagram e depois aqui foi incentivar a auto estima, acho que isso liberta da prisão de não ser você mesmo e abre a mente para aceitar o próximo.

Vamos nos amar e respeitar o próximo? É bem fácil. Desafio a cada um de vocês.

Por fim, fui superficial e não era esse o meu objetivo, mas, por ora é isso.

Grande beijo,

Duda @negraecrespa